Raul Seixas

Banquete De Lixo

Raul Seixas

1.096 exibições
Tom: E
Intro: A E B A B E

G
Às 3 horas da manhã na cidade tão estranha
                                              D
Um palhaço teve a manha de um banquete apresentar
                  C                           D                   G
E era um latão de lixo transbordando em Nova Iorque catchup e caviar

E eu dormindo embriagado, um par de coxas do meu lado
                             C
E eu sem saber se devia ou tocar
             G                              D
Se era estrangeira, mãe, esposa ou outra besteira
                        C    G
Que eu inventei de aprontar
                                                       __
  C                G                                     |
O hoje é apenas um furo no futuro                        |
    D              C          G                          |
Por onde o passado começa a jorrar                       | REFRÃO
     C                 G                                 |
E eu aqui isolado onde nada é perdoado                   |
     D                  C           D             G      |
Vi o fim chamando o princípio pra poderem se encontrar __|

G
Fui levado na marra, pois enfermeiro quando agarra
                      D
É que nem ordem de prisão
                    C                  D                        G
A ambulância me esperava, e aí o que rolava, internamento e injeção

E lá em Serra Pelada, ouro no meio do nada
                                         C
Dor de barriga desgraçada resolveu me atacar
                  G                           D
O show estava começando e eu no escuro me apertando
                     C   G
E autografando sem parar

REFRÃO

G
Muitas mulheres eu amei e com tantas me casei
                                         D
Mas agora é Raul Seixas que Raul vai encarar
                        C                           D
Nem todo bem que conquistei, nem todo mal que eu causei
                                G
Me dão direito de poder lhe ensinar

Meu amigo Marceleza já me disse com certeza
                   C
Não sou nenhuma ficção
                      G                      D
E é assim torto de verdade com amor e com maldade
                      C    G
Um abraço e até outra vez

REFRÃO - 2 vezes


Enviada por Sem inscrição
Nº de acordes: 6