Belmonte e Amaraí

Cavalo Preto Valente

Belmonte e Amaraí

139 exibições
Tom: C

 C                                                  G7
Cavalo preto valente, meu grande amigo, te devo a vida
                                                   C
Eu ia ser fuzilado, pelos dez homens, de Pancho Villa
                  C7                          F
Naquela noite nublada, eu recebia voz de prisão
                     C             G7          C
Por aqueles desalmados, fui condenado ao paredão,
     G7               C
Fui condenado ao paredão
C                                                  G7
No amanhecer do dia, chamei os guardas, fiz um pedido
                                               C
Cuide do meu cavalo, que neste mundo, foi meu amigo
                C7                                F
Ao ver os guardas chegando, olhei ao céu, pedi a Deus
                          C              G7               C
Perdão para os meus pecados, e ao meu cavalo eu disse adeus
       G7                    C
E ao meu cavalo eu disse adeus
C                                                    G7
Recordo o que me falaram, faça um pedido, ao vosso gosto
                                                  C
Eu quero ser fuzilado, em meu cavalo, preto lustroso
                      C7                      F
Quando em ti ver montado, e preparar a execução
                   C           G7            C
Tu avançava matando, todos soldados do pelotão
           G7           C
Todos soldados do pelotão


Enviada por Sem inscrição
Nº de acordes: 4